Sentimento Crônico

Cheio de prosa! Poesia, vide verso!

Áudios

Do pó ao pó
Data: 06/12/2010
Créditos:
"Do pó ao pó"; de Obed de Faria Junior.
Gravação, edição e locução do próprio autor.
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Obed de Faria Jr e o site: obed.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Do pó ao pó
Do pó viemos e haveremos de voltar,
porque na essência somos todos sempre iguais.
Se Deus nos molda como um barro singular
é a mesma argila que nos faz sermos mortais.


É uma ilusão que alimentamos por pensar
que cada um possua dons especiais.
É bem verdade, cada um tem seu lugar,
que se, hoje, é seu, num amanhã não será mais.


E se ficamos na soberba a ruminar,
esse prazer é uma alegria bem fugaz.
Nos endeusamos e subimos num altar


que vai ao chão tão logo a morte venha atrás.
Perante Deus, que vida veio a nos soprar,
seremos pó, somente pó e nada mais.

Enviado por Obed de Faria Junior em 18/01/2009

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Obed de Faria Jr e o site: obed.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras