Sentimento Crônico

Cheio de prosa! Poesia, vide verso!

Áudios

Enquanto eu passava roupas
Data: 09/06/2010
Créditos:
"Enquanto eu passava roupas"; de Obed de Faria Junior.
Gravação, edição e locução do próprio autor.
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Obed de Faria Jr e o site: obed.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Enquanto eu passava roupas
 
 
 
Não! Este lugar não é meu!
Mas daqui fiz meu abrigo
e, assim, abri-te as portas para que entrasses
e escancarei janelas para que o sol te seguisse.
 
Não! O poema não é meu!
Quis fazer-te uma homenagem
mas o poema me falhou.
Pedi socorro a Neruda!
O tropeço do talento é sempre perdoável
porque existe alguma esperança de redenção
num rasgo de bom gosto.
 
Não! Mas tu também não és minha!
Tu, que até te emprestas, jamais te penhoras.
Satisfaz-me, contudo, a doce posse precária
do que é divino e vem de ti.
Melhor que a sina de imperar em domínios de solidão.
 
Porém, eu amo! E este amor, sim, é meu!
Eu que nada mais possuo,
nem a morada, nem o verso, nem a amada...
trago de meu só este amor.
Ele é minha oferenda para ti,
porque quem poupa o coração
até economiza lágrimas,
mas desperdiça a alma em vão.
Enviado por Obed de Faria Junior em 03/06/2010

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (você deve citar a autoria de Obed de Faria Jr e o site: obed.zip.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras